Biomassa de Banana Verde


Receita simples e prática:

1. Lave as bananas verdes com casca, uma a uma, utilizando esponja com água e sabão e enxágüe bem;
2. Em uma panela de pressão com água fervente (para criar choque térmico), cozinhe as bananas verdes com casca, cobertas com água por 20 minutos;
3. Desligue o fogo após os primeiros 8 minutos, e deixe que a pressão continue cozinhando as bananas;
4. Espere o vapor escapar naturalmente. Não force o processo abrindo a panela debaixo da torneira, por exemplo;
5. Ao término do cozimento, mantenha as bananas na água quente da panela;
6. Vá aos poucos tirando a casca da polpa, que deve ser passada imediatamente no processador. É importante que a polpa esteja bem quente, para não esfarinhar;
7. Coloque a quantidade desejada da polpa cozida quentíssima no processador;
8. Processe até obter uma pasta bem espessa;
9. Se não for utilizar imediatamente, guarde a polpa em saco plástico. Essa polpa pode ser guardada por 3 a 4 meses no congelador, mas necessitará de um reprocessamento.

Use a Biomassa de Banana Verde para confecção de bolos, biscoitos, em sucos, sopas e vitaminas.

Benefícios: manter a integridade da mucosa do intestino, que é responsável pela absorção adequada dos nutrientes e pela barreira da entrada de substâncias maléficas. Desta forma, o consumo de banana verde auxilia no trânsito intestinal adequado, atuando na prevenção e tratamento de quadros como diarréia e constipação, além de prevenir o desenvolvimento de doenças como o câncer de intestino.

É considerada um alimento de baixo índice glicêmico, ou seja, sua digestão e absorção são mais lentas, e assim a quantidade de glicose liberada no sangue ocorre gradativamente, mantendo os níveis de glicose no sangue controlados, e reduzindo a necessidade de liberação de insulina para que esta glicose entre na célula, contribuindo então para a prevenção do desenvolvimento de diabetes e acúmulo de gordura corporal, devido ao aumento da saciedade promovido pelo amido resistente presente na Biomassa.

Estudos indicam que o consumo de amido resistente também auxilia na diminuição o colesterol, pela redução de sua produção pelo fígado, e pelo aumento da sua eliminação pelos ácidos biliares. Desta forma, a banana verde pode também ter uma importante função na prevenção do desenvolvimento de doenças do coração.

14 Metas para emagrecer com saúde - Educação Alimentar


O Globo Repórter exibiu ontém (13/03/2010) uma matéria bem interessante sobre emagrecer com saúde, fazendo uma Educação Alimentar, ou seja mudanças nos hábitos alimentares e estilo de vida.

Confira abaixo as 14 metas indicadas pelo Centro de Referência em Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP).

1) Faça de 5 a 6 refeições por dia.
2) Frutas na sobremesa e nos lanches.
3) Coma verduras e legumes no almoço e no jantar.
4) A porção de carne deve ser do tamanho da palma da mão (sem o dedos, rsrsr- meus clientes já sabem muito bem deste item).
5) Troque a gordura animal por vegetal e consuma com moderação.
6) Modere nos açúcares e nos doces.
7) Diminua o sal e os alimentos ricos em sódio.
8) Consuma leite ou derivados na quantidade recomendada.
9) Consuma pelo menos 1 porção de cereal integral (arroz, pão, biscoito, torradas integrais..).
10) Coma uma porção de leguminosas por dia (feijão, lentilha, grão de bico, soja...).
11) Reduza o álcool. Evite o consumo diário (no máximo 2 x semana, sendo 1 copo para a mulher e 2 copos para o homem).
12) Beba no mínimo 2 litros de água por dia.
13) Faça pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias (Veja as matérias da Educadora Física Vânia Almeida no Blog Livre da Obesidade).
14) Aprecie sua refeição. Coma devagar.

Abraços e Sucessos! Bom final de semana!

Desligue-se do trabalho durante as férias

Patricia Zwipp

O verão está chegando e isso significa férias para muitos. Mas nem todos conseguem relaxar na praia, piscina ou onde quer que estejam. O motivo? Não se desligam do trabalho. Lembram de algum problema que deixaram no escritório, ficam preocupados se os colegas estão dando conta das suas atividades, checam os e-mails sem parar.

Ter um período de descanso sem descanso realmente não faz o mínimo sentido. De acordo com o psicólogo e consultor organizacional Felipe Pierry, os resultados são estresse, problemas de saúde e baixo rendimento, o que pode se voltar contra o funcionário em uma eventual avaliação, diminuindo as chances até de uma promoção e aumento de salário.

Além do fato de se ausentar da empresa mantendo o pensamento nela, há o problema do medo das férias. O gerente de atendimento da Catho Online, Lucio Tezotto, disse que uma pesquisa realizada no Brasil pela International Stress Management Association apontou que 38% dos profissionais, independentemente do cargo que ocupam, enfrentam esse obstáculo.

"O principal fator é o medo de serem substituídos quando voltarem. Em seguida, há o medo de que as coisas saiam pior que o esperado enquanto estiverem ausentes ou até simplesmente estão tão viciados no trabalho que ficam nervosos pelo fato de saírem da rotina." Apesar disso, Tezotto disse que nenhum levantamento indica que o período longe da empresa aumenta ou diminui as chances de ser demitido.

Um estudo realizado pela Catho Online entre os meses de março e abril deste ano indicou que 33% das pessoas tiveram menos de uma semana de descanso. A baixa taxa pode ser explicada por troca de emprego ou desemprego. "Profissionais que foram afetados pela crise, que ficaram meses desempregados, nem pensam em parar de trabalhar nos próximos meses."

Férias
As férias são necessárias e garantidas por lei. Podem ser tiradas por 30 ou 20 dias (no último caso, quando se adere ao abono pecuniário, que é a venda de 10 dias).

Muito mais que o tempo que duram, a qualidade delas é fundamental. Aliás, conseguir se concentrar apenas no lazer aos fins de semana e feriados prolongados também colabora com o trabalhador. Por isso, confira abaixo oito dicas, listadas por Pierry e Tezotto, para conseguir ficar longe das atividades remuneradas por um período e, ainda, sem pensar no trabalho:

1) Organize-se antes de sair de férias
Deixar pendências é um dos motivos que mantém as pessoas ligadas ao emprego durante as merecidas férias. Vira-e-mexe acabam se lembrando das situações não resolvidas e questionando se os colegas conseguiram solucioná-las. É aí que o a consciência pesa e o descanso vai por água abaixo. Portanto, nada melhor do que se organizar antes de fugir da rotina.

Organização provavelmente também é a palavra-chave de casos de funcionários que trabalham por anos em uma empresa e não conseguem tirar férias porque vivem atolados de serviço. Uma possibilidade é que não fazem um bom planejamento das atividades. Por outro lado, a empresa pode ter sua parcela de culpa, caso apresente um quadro de funcionários menor do que o necessário. "Se tem certeza de que o problema é esse, é importante negociar com um superior", afirmou Pierry.

2) Confie em sua equipe e colegas de trabalho
Se você é daqueles que acreditam que a empresa não vai sobreviver às suas férias, é um mau sinal. Tenha em mente que ninguém é insubstituível, mas isso também não significa que vai ser demitido pelo fato de outro conseguir cumprir suas tarefas enquanto curte a folga.

"O pior funcionário é o que veste a camisa da empresa. Geralmente, nunca tira férias ou emenda um feriado e larga a mão da família em função da empresa. Achar que é imprescindível pode ser uma estratégia para se sentir necessário. Só que acaba prejudicando a empresa, porque o rendimento cai por conta do cansaço", disse o psicólogo. "O bom funcionário é o que sabe distribuir tarefas, fazer com que os outros participem e conheçam o que e como faz."

Portanto, usufrua, sim, dos seus direitos. E nem pense em adiantar trabalho, deixando o correspondente ao tempo de folga pronto, hein?

3) Deixe seu chefe ciente das pessoas responsáveis por suas atividades
Ok, conseguiu repartir as tarefas. E agora, que providência tomar? O próximo passo é dizer ao seu chefe o nome das pessoas responsáveis por seu trabalho enquanto estiver fora da empresa. Assim, já sabe de quem cobrar os resultados.

4) Planeje as férias
Uma ou duas semanas antes de dar "tchau" às obrigações, prepare sua cabeça para as férias. Se vai à praia, por exemplo, comece a imaginar que o tempo vai estar bom, quais passeios pretende fazer. Essa situação fantasiada de relaxamento ajuda a se desvincular do estresse rotineiro, principalmente porque pode se tornar realidade em breve. Só tome cuidado para não sonhar acordado durante o expediente e acabar deixando de lado o trabalho que ainda tem de fazer.

5) Se não sente que o momento é para férias, renegocie-as
Ficar de férias pensando no escritório realmente não é algo agradável. Caso a empresa esteja prestes a fechar um grande negócio ou tenha acabado de receber uma nova função, é bem provável que não consiga se desligar por conta da demanda de trabalho. Aí não tem jeito. O melhor é negociar a folga para um período mais tranquilo para você e a firma.

6) Saia do ambiente do dia a dia
Caso seja possível e viável a seu bolso, viaje. Não precisa ser para lugares distantes e nem por um período muito longo. Poucos dias já ajudam a esquecer a rotina para lá de estressante.

Agora, quem está com uma boa reserva no banco pode unir o útil ao agradável. Por exemplo, o profissional que passou o ano cursando espanhol tem a oportunidade de visitar um país com esse idioma e praticá-lo. Melhora a pronúncia, além de aumentar a bagagem cultural. O currículo agradece.

7) Desconecte-se
Internet e celular são uma mão na roda durante o dia a dia, mas nas férias podem significar vínculo constante com o trabalho. Venhamos e convenhamos que qualquer espiadinha nos e-mails tende a aumentar as chances de trazer as preocupações do trabalho para sua vida de sossego temporário. A dica é desconectar-se, por mais difícil que possa parecer. Vale até trocar o chip do celular e só passar o novo número a familiares, apenas para casos de urgência, é claro.

Pierry já teve problemas nesse quesito. Há dois anos, conta constantemente com a companhia do laptop durante as viagens que faz para dar cursos em outros Estados, mas que ainda possibilitam períodos de folga e passeio. "Percebi há um mês que perdia tempo checando e-mails. A coisa era automática e eu nem tinha consciência. Na próxima vez, não vou levá-lo, com certeza."

Donos de empresas ou funcionários com cargos elevados, como diretores, também têm direito de se desligar completamente. Organizar bem a equipe e eliminar pendências são medidas que auxiliam nessa questão. "Quem optar por continuar vendo e-mails e deixar o telefone corporativo ligado está sujeito a contratempos e situações inesperadas. Não é proibido e cada um tem sua visão sobre o assunto, mas esse profissional tem de estar consciente de sua decisão, a de ter de trabalhar nas férias", afirmou Tezotto.

8) Conviva com pessoas de fora do ambiente de trabalho
É quase impossível sair com colegas de trabalho e o assunto não cair sempre em algo relacionado à empresa. Isso não significa que deve recusar todos os convites que fizerem com o intuito de não se estressar. Mas que tal investir também em outras companhias, com temas de conversa diferentes? É uma ajuda e tanto.

Boneca Barbie ganha duas novas profissões

Michelle Achkar

A boneca mais famosa do mundo chega à profissão de número 126. Por meio de votação aberta ao público, Barbie agora também é engenheira da computação. Segundo a Mattel, o modelo foi criado em parceria com a Society of Women Engineers e a National Academy of Engineering, nos Estados Unidos, para criar uma boneca bem realista.

A Barbie engenheira da computação chega usando calça skinny preta, camiseta e blazer e carrega um computador de mão, smartphone, pasta e um fone de ouvido sem fio.

O modelo estará disponível no Brasil apenas em 2011. O lançamento por aqui é a Barbie âncora de televisão, que usa vestido rosa com babado na barra, paletó e saltos altos, do tipo Mary Jane.

Em 50 anos, as mais de cem carreiras da boneca retrataram aspectos da cultura e da sociedade de suas épocas. Alguns exemplos emblemáticos são: Barbie astronauta (1965); Barbie médica cirurgiã (1973); e Barbie presidente dos EUA (1992).

Confira dicas de beijo para esquentar a relação

A personal sex trainer Fátima Moura - autora do livro Sexo para mulheres casadas, dá várias dicas de como incrementar uma relação com o beijo. Ela salienta que o importante não é só beijar por beijar, tem que haver sentimento, e que a boca não é a estrela principal na arte de beijar.

» Conheça os 30 beijos do Kama Sutra
» Aprenda técnicas para um beijo inesquecível

"Tem gente que gosta de beijo na testa, nas pálpebras, nos braços, no umbigo. Beijocas no pescoço e na virilha fazem a temperatura subir. Aventure-se e explore os pontos mais sensíveis do corpo do parceiro. Durante o beijo, aproveite para acariciar as mãos, os cabelos, as costas, ou segure o rosto dele em suas mãos. Faça do beijo um acontecimento único", destaca Fátima.

Confira as dicas da expert no assunto.
Beijo de virar a cabeça:
O livro Kama Sutra - escrito entre os anos 100 e 400 D.C. - já valorizava diversas formas de beijar, como o "beijo de virar a cabeça". É o beijo que a mulher dá em seu parceiro quando ele está ocupado com algo que está lhe preocupando, de modo a afastar a tensão da mente dele e trazer pensamentos de amor.

Beijo em todo o corpo
Segundo o Kama Sutra, a maior parte do corpo reage ao beijo, sendo que os lábios e seios são especialmente sensuais ao toque da boca. Por isso, quanto mais próximo é o beijo dos órgãos genitais, mais intenso é o prazer. A intensidade do beijo varia de acordo com o local do corpo em que é aplicado e pode ser moderado, pressionado ou suave.

Técnica árabe do beijo
Para os árabes, o beijo durante o ato sexual é indispensável. Segundo eles o melhor beijo é aquele dado com a boca umedecida e combinado com a sucção dos lábios e da língua. Nesse tipo de beijo, o homem também deve mordiscar suavemente a língua da mulher.

Beijos segundo a técnica indiana de fazer amor
O Ananga Ranga - livro semelhante ao Kama Sutra - recomenda que certos tipos de beijos devem fazer parte da fase inicial das preliminares:

No Ghatika: beijo na nuca
No Uttaroshtha: beijo no lábio superior
Pratibodha: beijo do despertar. Onde um dos parceiros, ao encontrar o outro dormindo, encosta os lábios no outro - aumentando a pressão até que ele acorde.

Dicas para melhorar seu beijo: 15 coisas para não fazer na hora de beijar

Está insegura sobre seu beijo? Não se preocupe, pois a maioria das pessoas não sabe ao certo se beija bem.

Na verdade, um bom beijo depende muito do relacionamento e de quem está beijando. Mesmo assim, vale conferir essas 15 super dicas sobre "o que não fazer" na hora do beijo:

1. Não se apresse: deixe que o momento chegue. Quando um beijo não tem espontaneidade, pode ser que os dois fiquem pouco à vontade e o resultado seja um desastre.

2. Analise a outra pessoa: não comece a mexer a boca loucamente nos primeiros segundos. Faça movimentos suaves enquanto você descobre o estilo da outra pessoa.

3. Não force: os beijos nem sempre são apaixonados. Comece com calma e cuidado, para não assustar quem está te beijando.

4. Manere nas explorações: se a sua língua se move muito rápido, nem você e nem a outra pessoa vão desfrutar do beijo.

5. Controle a saliva: beijo molhado demais é péssimo. Controle direito o beijo e saiba a hora de parar um pouco... afinal, ninguém quer morrer afogado ao beijar, né?

6. Não se faça de morto: não deixe que a outra pessoa faça tudo também. É excelente ter iniciativa, claro que com bastante atenção aos desejos da outra pessoa.

7. Nada de beijos depois de comer: se for o caso, tenha sempre chicletes no bolso, pois não é nada agradável dar beijos com sabor de carne ou, pior, de cebola.

8. Deixe a cabeça quieta: não fique se mexendo demais. Você pode acabar "enjoando" ou acabar dando um baita golpe nos dentes da outra pessoa.

9. Nada de desânimo!: se os primeiros beijos não são muito bons, com a prática você vai melhorar.

10. Feche a boca!: não abra muito a boca. Os lábios dos dois devem estar juntos para não dar a sensação de se estar devorando a boca da outra pessoa.

11. Não ao aspirador!: os beijos estilo "aspirador de pó" são bastante desagradáveis e podem chegar a doer. Cuidado...

12. Atenção aos seus lábios: eles devem estar sempre úmidos e sem rachaduras... quanto mais suaves estiverem, melhores serão os beijos.

13. Meninas, nada de batons cremosos: a maioria dos homens detesta ficar com "cremes estranhos" na boca... e, pior ainda, marcas de batom.

14. Olha o bom senso!: nada de beijos superapaixonados em locais públicos... é de mal gosto.

15. Não mostre a língua: no começo do beijo, não coloque a língua pra fora da boca antes que os lábios tenham se tocado. A não ser que você queira deixá-la à mostra, pra todo mundo ver.

Loiras, ruivas e morenas!

O cabelo é a moldura do rosto e ter cabelos bonitos é o sonho de toda a mulher. Pode ser ruiva, loira ou morena, todas nós temos os nossos cuidados especiais com os fios. No entanto, eles não são iguais para todas. Cada tonalidade pede um tratamento diferente. Com a ajuda do hair stylist Ruben Navarro do Walter’s Coiffeur, selecionamos as melhores dicas para as ruivas, loiras e morenas!

Loiro: Geralmente são descoloridos, e, com isso, a necessidade da hidratação aumenta ainda mais. A tonalidade clara também deixa os fios quebrados mais amostra, e para ter cabelos desta cor, o cuidado com a saúde dos fios é muito importante. A base de sua estrutura é composta por uma proteína, a queratina, que se perde principalmente após processos químicos, exposição ao sol, sem os devidos cuidados, e falta de hidratação. Os sinais vão desde pontas duplas até falta de elasticidade, que leva à sua ruptura. A técnica de cauterização molecular com Renew C funciona como reconstrutor que devolve a queratina perdida e sela a cutícula, evitando, por algum tempo, que esta proteína se perca. Vale lembrar que depois de um processo químico como a descoloração, o cabelo perderá queratina e será necessária a realização de outra cauterização.

Ruivo: Quando são ruivos através de coloração, desbotam mais rapidamente e precisam de cuidados especiais para a durabilidade da tintura. Para eles, o Lifetex Color Protection é o mais indicado. O tratamento devolve o brilho e prolonga a intensidade da cor por mais tempo. O complexo protetor com a vitamina E o óleo de damasco intensifica e prolonga a cor do cabelo, protegendo-o de ações nocivas e dos radicais livres. É preciso também estar sempre comprando produtos voltados para cabelos coloridos.

Moreno: Os cabelos escuros perdem o brilho rapidamente. O novo Lifetex Extra Rich, com o rico complexo reconstrutor e o extrato de amêndoas penetra profundamente na estrutura do cabelo danificado, reconstruindo-o de dentro para fora. Resultado instantâneo, cheio de brilho e vitalidade. Ideal para os cabelos escuros, pois devolve todo o brilho dos fios.

Segundo o hair stylist, não é correto pensar somente no tipo de cabelo na hora de escolher os shampoos e condicionadores. “A avaliação da cor dos fios, mesmo para cabelos que não são coloridos quimicamente, é tão importante quanto analisar se ele é fino ou grosso, liso ou cacheado. É preciso saber quais são os nutrientes que faltam a cada um, saber o que um tem de mais ou de menos. Para as pessoas que têm a possibilidade de ir a um dermatologista, ele poderá indicar certinho o que falta e o que tem sobrando. Depois de ter essas informações, um bom cabeleireiro pode indicar os melhores tratamentos e produtos”, diz Andrea Gomes.

Bocão de Angelina Jolie em apenas cinco minutos

Uma boca carnuda é sinônimo de sensualidade e poder feminino, Não é a toa que o bocão da atriz Angelina Jolie lhe deu o título de mulher mais sexy do mundo. Como nem todas as mortais possuem este atributo tão avantajado, algumas dicas de maquiagem podem trazer um resultado bem próximo do sonhado bocão.

O maquiador Giovanni Ferreira do Walter´s Coiffeur ensina o passo a passo de como deixar os seus lábios mais carnudos:

1 - Quando for aplicar a base e o pó no rosto, aplique também sobre os lábios, nesta seqüência.

2 – Fazer o contorno dos lábios um pouquinho fora do contorno dos lábios, com um lápis da cor natural da boca.

3 – Passar uma camada de batom fosco e depois uma camada de pó por cima. Passar mais uma camada de batom por cima do pó.

4- Para finalizar, passar somente no centro dos lábios, sem espalhar, um batom com brilho ou um gloss para dar a impressão de que esta parte dos lábios possui mais volume.

Alimentos formadores de colágeno

O organismo começa a reduzir a produção de colágeno a partir dos 25 anos de idade. Aos 50, produz apenas 35% do colágeno necessário. Nas mulheres,devido à diminuição do hormônio estrogênio na menopausa, a queda é mais acentuada . A perda do colágeno em nosso organismo, pode ser atenuada por meio de uma alimentação equilibrada. A dieta rica em proteínas magras estimula a produção de colágeno. Para que o colágeno possa ser sintetizado pelo organismo, é importante consumir alimentos que contenham vitamina C, vitamina E, cobre,selênio,zinco e silício, afirma a dermatologista Daniela Graff.
O silício está presente no corpo humano (pele, cabelo, unhas, cartilagens, etc..) desde a fase fetal e vai diminuindo com a idade (após os 30 anos). É um oligoelemento que temos no organismo com a função de regenerar as células da pele e estimular as fibras de sustentação (colágeno, elastina.
A médica preparou uma lista de alimentos que ajudam a firmar a pele e também ajudam a pele ficar mais bonita.


ALIMENTOS FIRMADORES DA PELE

PROTEINAS MAGRAS- Atum,Salmão,ovo,peito de peru ou frango,queijo cottage,iogurte desnatado
VITAMINA C-caju,kiwi,acerola,goiaba,laranja ,cenoura ,pepino
VITAMINA A e E -cenoura
ZINCO-avelã,amêndoa,castanha do Pará,ovos,frutos do mar
SELENIO- nozes,salmão,arroz preto, frango,carne
SILÍCIO-aveia ,cevada, salsa, nabo, avelã, feijão, centeio, trigo, banana,
alho, alcachofras, Alho porro,Cebola, Aspargos, Mel, Morango, Nabo, Pepino, Pinhão, Tâmara,
COBRE-fígado bovino,caju,avelãs,cogumelos,lentilha e aveia
Enzimas que fortalecem o colágeno e as fibras elásticas- abacaxi

EVITAR- fumo, álcool e ingestão de gordura saturada
A gelatina tem só 10% de proteína e, por isso, não deve ser considerada como alternativa para firmar a pele .

Saiba como despertar o prazer de comer frutas e verduras nos filhos

Hoje em dia pais têm uma consciência maior sobre a importância de nutrientes para a saúde dos filhos do que há 30 anos e muitos deles tem adotado uma filosofia que procura alimentos naturais e sentem-se gratificados oferecendo aos seus filhos refeições sem aditivos e ‘engrossantes.’ É sempre seguro seguir as preferências dos pediatras, mas também os instintos maternos farejam o que seus filhos precisam e quais as suas necessidades e se seguidos freqüentemente nos ampliam os horizontes sem ter que seguir dogmas prescritos.

Uma boa saúde depende de hábitos alimentares sólidos que em geral se estabelecem nos primeiros anos de vida. As crianças apreendem não somente pelo que lhes é ensinado verbalmente, mas também por imitação: observam seus pais e tentam imitá-los.

A repulsa de verduras e frutas freqüentemente repete comportamentos vistos em casa, na TV ou em casas de amigos. “Se os pais comem e mostram prazer ao ingerir verduras, saladas e frutas seus filhos tentarão imitá-los. Porém, se são feitos comentários sobre estes alimentos que os descrevem como amargos, desprazeirosos, a criança captará isto rapidamente”, explica a psicóloga Maria Cristina Capobianco
O prazer deverá acompanhar as refeições, então é importante deixar as preocupações com modos para mais tarde e incentivar o prazer na refeição. Deixá-los comer com a mão, enfiar o dedo no molho para experimentar, aguçar os sentidos e nomear os alimentos como salgado, doce, azedo, amargo, etc. Preparar comidas que eles possam pegar com as mãos, nos primeiros anos estimula as atividades motoras finas. Por exemplo, pegar ervilhas com os dedos, na posição de pinça, contar quantas ervilhas comeu. Contar histórias e tradições sobre diferentes culturas e suas diversas formas de comer. Por exemplo, os orientais que comem com “palitinhos”, os árabes que consideram que “arrotar” é um sinal que denota que gostou da comida, e assim por diante.

Neste sentido, é importante que as refeições sejam momentos descontraídos, agradáveis e prazerosas. Algumas famílias adotam filosofias alimentares bastante rígidas que a pesar de estarem baseadas em princípios saudáveis, religiosos ou naturais às vezes entram em conflito com a experiência das crianças que encontram amiguinhos que comem outras coisas.

Geralmente as crianças costumam questionar aquilo que acontece em casa, isto não deve se tornar um peso. Ao contrário, é importante ressaltar a diversidade, que cada família escolhe filosofias diferentes. Explicar com exemplos, figuras as escolhas realizadas em relação aos alimentos ajuda a que as crianças compreendam melhor porque seus pais fazem do jeito deles.

Na medida em que a criança cresce e se torna mais autônoma ela questiona para se sentir “mais dona do seu nariz” e tenta fazer o oposto daquilo que lhe é pedido, ou seja adota uma postura “do contra”. Nestes casos, é importante tentar deslocar esta luta de forças para outra arena que não seja a alimentação.

“É natural que os filhos transgridam as dietas impostas pelos seus pais, e nestes momentos os pais precisam ser tolerantes e compreensivos, interpretando que esta discordância talvez tenha muito mais haver com uma necessidade de fugir do controle e de tentar se apropriar das suas vontades e desejos”, explica à psicóloga.

O ideal é deixar que os filhos descubram por si só qual dieta quer seguir, apesar disto despertar muita angustia nos pais, é recomendável não perder a calma, tentar mostrar para a criança as vantagens de uma ou outra dieta. A imposição tenaz de um regime alimentar pode causar transgressões escondidas e na medida em que a criança oculta muitos segredos dos seus pais o diálogo aberto e espontâneo pode desaparecer transitoriamente, e se continua a tensão entre os pais e os filhos em relação à comida, talvez o diálogo se interrompa por mais tempo, afirma a psicóloga.